Neodent Originals

Originais Neodent


 

Soluções Neodent: tecnologia embasada em pesquisas científicas

Pesquisas comprovam que implantes Neodent apresentam mais de 97% de sucesso em acompanhamentos clínicos longitudinais(1,2,3,4,5).

Componentes protéticos Originais e implantes Neodent apresentam excelentes índices de adaptação pilar/implante a nível micrométrico(6,7).

Estudos demonstraram que componentes protéticos de diferentes sistemas de implantes apresentam composições químicas e características físicas diferentes, apesar de serem intercambiáveis e se denominarem compatíveis(8). Pode-se recomendar o uso de implantes e pilares de uma mesma empresa para se prevenir o desaperto de parafusos(4).

Desadaptações no sistema pilar/implante devem ser medidas no sentido horizontal e vertical(9).

Os Originais superam os compatíveis

 

A Neodent possui rígidos processos de produção, tratamento de superfície, especificações e desenhos técnicos que são confidenciais, portanto, nenhuma companhia pode garantir fidelidade ou compatibilidade com implantes ou componentes Originais Neodent.

Os Originais superam os compatíveis, pois apenas com produtos Originais Neodent o profissional pode contar com uma garantia vitalícia*.

Com implantes e componentes Originais Neodent, os benefícios são garantidos:

  • • Excelente adaptação, a nível micrométrico (6,7)
  • • Controle de qualidade com certificações internacionais
  • • Implantes com garantia para toda a vida*
  • • 10 anos de garantia em pilares e restaurações metálicas*
  • • 5 anos de garantia em restaurações cerâmicas*

 

Comparativo da adaptação de componentes Originais e compatíveis com implantes Neodent:

Implante CM com componente Exact Originais Neodent

1 Cabeça do parafuso com mais espessura de Titânio.

2 Maior volume de Titânio: intermediário mais resistente.

3 Região do índex do implante em contato com a região exact do componente, sem o risco de impedir o efeito Morse.

4 Parafuso passante com espessura maior.

Ucla Calcinável Marca compatível

1 Cabeça do parafuso com pouca espessura de Titânio: mais chances de deformação.

2 Quantidade de Titânio inferior: maior risco de fratura.

3 Contato do componente com a plataforma do implante que impede o efeito Morse.

4 Parafuso passante mais fino: maior risco de problemas mecânicos.

Mini Pilar Cônico IIPlus Originais Neodent

1 Assentamento do parafuso com ângulo adequado à forma do mesmo.

2 Roscas internas efetivas, com tamanho e profundidade ideais.

3 Espaços internos verticais maiores, que favorecem a adaptação do intermediário. Espaços horizontais menores e áreas de contato efetivo.

4 Corpo do parafuso de diâmetro maior, com ligeiro estrangulamento superior.

5 Superfície de contato entre componente e implante. Componente protético menor que a plataforma do implante.

Mini Pilar HI 4,3 Marca compatível

1 Assentamento do parafuso pequeno e ângulo inadequado à forma do parafuso, resultando em riscos mecânicos.

2 Roscas internas pequenas, com risco de fraturas e perda do parafuso protético.

3 Espaços internos verticais justos, que podem resultar na desadaptação do intermediário. Espaços horizontais maiores, que podem resultar em riscos mecânicos.

4 Parafuso de fixação delgado, com mais chances de fratura em área de maior complexidade para remoção.

5 Superfície de contato entre componente e implante com área de contato pequena, gerando campos de tensão elevados. Componente protético mal-adaptado ao implante, com potencial acúmulo bacteriano.

Ucla Originais Neodent

1 Stop/assentamento do parafuso com ângulo adequado à forma do mesmo.

2 A área de contato entre o componente e o implante é maior, fechando o contato.

3 Componente protético sempre menor que o implante, para evitar mucosite.

Ucla HE Marca compatível

1 Stop / assentamento do parafuso com pequena área de contato.

2 Área de contato inadequada devido ao maior espaço entre o pilar e o implante. Pode resultar em maior liberdade rotacional e problemas mecânicos.

3 Adaptação pilar/implante inadequada, componente protético com inadaptação horizontal e possível acúmulo de placa bacteriana.

Garantia para toda a vida*

A proposta do programa Originais Neodent é atestar a qualidade e durabilidade dos produtos Neodent. Para isso, os profissionais que utilizam Neodent em seus procedimentos contam com garantias para cada tipo de solução.

GARANTIA IMPLANTES COMPONENTES SOBRE IMPLANTES** RESTAURAÇÕES ELABORADAS PELO SISTEMA NEODENT DIGITAL
VITALÍCIA Implantes.
Substituição por um implante igual ou equivalente e um pilar equivalente, quando necessário.
______ ______
10 ANOS ______ Pilares metálicos, não personalizáveis. Substituição por um componente metálico igual ou equivalente. Restaurações metálicas. Substituição por uma restauração igual ou equivalente, quando necessário.
5 ANOS ______ ______ Restaurações cerâmicas. Substituição por uma restauração igual ou equivalente, quando necessário.
 

Os prazos de garantia do programa Originais Neodent, previstos acima, são válidos apenas para produtos que sejam adquiridos no Brasil, em filiais e revendedores autorizados Neodent.

* Consulte condições na Política de garantia Neodent, clique aqui.

A Garantia Vitalícia não cobre produtos Neodent que sejam utilizados de forma combinada com produtos de outros sistemas/compatíveis.

** Estão inclusos nesta garantia os pilares e minipilares elaborados em Titânio e que não sofram qualquer tipo de personalização.

 

Referências e Publicações

1. Thomé E, Lee HJ, Sartori IA, Trevisan RL, Luiz J, Tiossi R.A randomized controlled trial comparing interim acrylic prostheses with and without cast metal base for immediate loading of dental implants in the edentulous mandible. Clin Oral Implants Res. 2014. doi: 10.1111/clr.12470. [Epub ahead of print]
2. Borges AF, Dias Pereira LA, Thomé G, Melo AC, de Mattias Sartori IA.Prostheses removal for suture removal after immediate load: success of implants. Clin Implant Dent Relat Res. 2010;12(3):244-8.
3. Montes CC, Pereira FA, Thomé G, Alves ED, Acedo RV, de Souza JR, et al. Failing factors associated with osseointegrated dental implant loss. Implant Dent. 2007;16(4):404.
4. Melo AC, de Freitas MC, Bernardes SR, de Mattias Sartori IA, Bassi AP, Thomé G. A prospective follow-up study of 44 mandibular immediately loaded implants using resonance frequency analysis: preliminary 1-year results. Implant Dent. 2009;18(6):530-8.
5. Lee HJ, Aparecida de Mattias Sartori I, Alcântara PR, Vieira RA, Suzuki D, Gasparini Kiatake Fontão F, et al. Implant stability measurements of two immediate loading protocols for the edentulous mandible: rigid and semi-rigid splinting of the implants. Implant Dent. 2012;21(6):486-90.
6. Dias EC, Bisognin ED, Harari ND, Machado SJ, da Silva CP, Soares GD, et al. Evaluation of implant-abutment microgap and bacterial leakage in Five external- hex implant systems: an in vitro study. Int J Oral Maxillofac Implants. 2012; 27(2):346-51.
7. Berejuk HM, Shimizu RH, de Mattias Sartori IA, Valgas L, Tiossi R. Vertical microgap and passivity of fit of three-unit implant-supported frameworks fabricated using different techniques. Int J Oral Maxillofac Implants. 2014;29(5):1064-70.
8. Kim SK, Koak JY, Heo SJ, Taylor TD, Ryoo S, Lee SY. Screw loosening with interchangeable abutments in internally connected implants after cyclic loading. Int J Oral Maxillofac Implants. 2012;27(1):42-7.
9. Kano SC, Binon PP, Curtis DA. A classification system to measure the implant- abutment microgap. Int J Oral Maxillofac Implants. 2007;22(6):879-85.